As delicadezas do amor de Deus

O amor consiste no seguinte: “Não fomos nós que amamos a Deus, mas foi Ele quem nos amou e nos enviou o seu Filho como vítima expiatória pelos nossos pecados” (I Jo 4,10) .

O fato de saber reconhecer as delicadezas do amor do Pai na trama ordinária da vida, é uma graça do Senhor. Moisés explicou muito bem isso ao povo, ao enumerar as provações, os sinais e os grandiosos prodígios que presenciou: “Até o dia de hoje, Javé não vos tinha dado um coração para compreender, olhos para ver e ouvidos para ouvir” (Dt 29,4).

Compreender, isto é uma autêntica revolução! Não somos nós que andamos a girar à volta de Deus, para tentar atingi-Lo e amá-Lo, mas é Ele quem gira à nossa volta, até o momento em que consegue uma brecha no nosso coração.

Senhor, dá-nos um coração sensível à Tua presença, para que possamos reconhecer-Te como Nosso Senhor e amigo.

Jesus, eu confio em Vós!

Luzia Santiago – Comunidade Canção Nova

O verdadeiro valor do Natal!!!

Essa carta foi extraída do livro “Pulmão de aço – Uma vida no maior hospital do brasil” e um trecho em que Paulo, que vive sua vida toda dentro deste hospital longe da família, foi passar o final de semana do natal fora do hospital.

Vivi naquele final de semana um momento de extrema emoção. Sábado, dia 24 de dezembro de 2011, acordei de madrugada, para tomar banho. Pegava várias vezes meu celular, jogando uma coisa, para driblar a ansiedade.

Dentro da ambulância peguei meu I-Pod e coloquei uma música que combinava bastante com o dia, que nascia azul. Fiquei observando a paisagem na pequena janela. Só conseguia ver poucas árvores, muitos topos de prédios e o imenso céu.

Ao chegar à casa dos meus amigos, senti um ar delicioso, um aroma da natureza e uma liberdade que não me pertence.

Levaram-me ao salão de festas da casa da Sílvia e logo ela veio me apresentar seu filho, Felipe.

Sem poder falar, por ainda não estar ligado ao ventilador, apenas dei um sinal de positivo.

Fiquei vislumbrando o ambiente, a cor vinho do teto e alguns suportes de luz fluorescentes. Silvia disse que fez uma revolução na casa para me receber. Como eu não poderia subir as escadas, desceu tudo para os andares de baixo.

Poucos minutos após a minha chegada, me acomodaram no sofá. Observei todos os detalhes.

Por uma imensa janela que dava para ver o céu, uma grande árvore que tem um fruto chamado carambola e uma bananeira.

Logo que comecei a respirar bem, Felipe sentou ao meu lado, me observando. Ele ainda não tinha ouvido minha voz e se assustou quando eu disse “oi”. Ao longe, percebi outro garoto, que passou dentro da garagem. Pensei que seria alguma amigo de Felipe, mas logo descobri que era seu primo, Arthur.

Eu queria absorver cada segundo. Conheci o marido da Silvia, Oswaldo,  e seu irmão, Antônio.

Ela me preparou uma bandeja de um café da manhã totalmente especial. Panetone, pão francês, suco de laranja, dois pequenos bules, um com leite, o outro com café. Tinha também biscoitos de chocolate e melão.

Logo mais, Silvia veio me dizer o cardápio do almoço – dois tipos de macarrão, um alho e óleo e outro com carne moída. Indeciso, resolvi que queria um pouquinho de cada, além de um prato de salada.  Ainda bem que eu estava livre da comida do hospital.

Depois do almoço, conheci a Ju, filha da Silvia também. O tempo parou no instante em que a vi. Ela é um doce.

Passei um dia maravilhoso e vivi uma ceia incrível, com comidas deliciosas, risadas, preces e muito, muito amor.

Fui colocado em uma cama e levado a um cantinho da sala, mais escurinho. Ao acordar, já estava claro. Para saber as horas, procurei pelo iPod e vi que eram quase sete. Naquele momento, em meu silêncio, fiquei observando todo o ambiente. à minha esquerda, uma pequena janela indicava que seria um domingo nublado. à minha direita, na parede, a reprodução do rosto de Jesus.

Jecilene, uma das auxiliares de enfermagem que cuidam da Ju e nos ajudam no HC, apareceu e perguntou o que eu queria par tomar café. As opções eram tantas que fiquei indeciso. Silvia apareceu e deu a ideia de algo que nunca havia vivido na vida: arrastar a cama que eu estava deitado para perto da mesa, para que tomássemos café juntos, unidos.

Foi a primeira vez que fiz uma refeição como uma família. A mesa estava cheia de coisas gostosas, como pães, café, leite, melão, uva pêssego, panetone. Perguntei à Silvia se havia uma torradeira. Ela me mostrou que sim. Pedi a ela que torrasse uma fatia de panetone para ficar quentinho e crocante. Ela achou muito estranho, mas fez como eu pedi.

Por volta das 18 horas, Silvia disse que a Ju queria que eu assistisse com ela ao filme O expresso polar. Durante a exibição do filme, tive momentos de grande emoção. Pude segurar a mão da Ju.

Ela é extremamente inteligente. Prova disso foi um DVD que a professora dela exibiu no Natal, mostrando-a com várias atividades educativas. Ela responde perguntas de múltipla escolha piscando os olhos. Também gosta de pintar. A professora segura sua mão, molha nas tintas e desliza pelo papel. Ela dirige tudo com seus olhinhos expressivos.

Chegou a hora de eu partir. Momentos antes, em meu celular, recebo uma mensagem, de uma das minhas melhores amigas. Na mensagem ela pergunta se já estou voltando. Eu disse que estavam preparando minha partida. Minutos depois ela retorna com uma pergunta: Quer voltar para o hospital?

Sinceramente? Não.

Paulo com Ju. Atrás os pais da menina: Sílvia e Oswaldo.

2012-12-23 20.30.32

 

 

Que este texto possa colocar os frutos necessários no coração de cada um de nós.

Feliz Natal

Alegre-se como Deus!!!

“DEUS ESTÁ NA SURPRESA E NO INESPERADO. QUANDO MENOS IMAGINAMOS SE IRROMPE NOS LUGARES COTIDIANOS MAIS INUSITADOS. HOJE PUDE VÊ-LO NO QUINTAL DA MINHA CASA. CHEGOU DE MANSINHO, COLHEU ALGUMAS JABOTICABAS, DEU COMIDA AOS PASSARINHOS E DEPOIS SE FOI, RINDO E PULANDO SOBRE AS MARGARIDAS PARA NÃO SE MACHUCAR.

DEUS É IGUAL A UM MENINO: ALEGRA-SE COM POUCA COISA!”

 

Padre Fábio de Melo

Contra capa do livro “É Sagrado Viver”

Deus preparou esse dia para você!!!

Cada dia que nasce é uma nova criação. Tudo se renova e recomeça. O sol, a brisa, as flores, o mar e as montanhas respiram o frescor de uma nova criação. Você já se deu conta de que tudo isso se renova e renasce para você? Deus faz tudo por seus filhos e cada dia é um presente de Deus para você. Ao abrir os olhos e respirar, sinta o próprio Criador soprando em suas narinas com o sopro da vida para mais um dia que começa. Ao agradecer esse dia, coloque-se a disposição de Deus e dos outros. Seja você um canal de graça e do amor do Senhor. A melhor ação de graças é a atitude do serviço pelos pequeninos. Agradeça este dia, pois tudo é dom de Deus. Mas agradeça, sobretudo o amor, o amor desse Deus apaixonado e louco de amor por você!!!

“Dai graças ao Senhor, vós todos, seus eleitos; celebrai dias de alegria e rendei-lhes louvores.” (Tb 13,10)

 

Oração da Manhã (São Francisco de Assis)

Senhor, no silêncio deste dia que nasce, venho pedir-Te paz, sabedoria e força. Hoje quero olhar o mundo com os olhos cheios de amor; ser paciente, compreensivo, humilde, prudente. Quero ver além das aparências Teus filhos, como Tu mesmo os vês, não ver senão o bem em cada um. Fecha meus ouvidos a toda calúnia, guarda minha língua de toda maldade, que só de bençãos se encha a minha alma e que eu seja tão bom e alegre que todos quanto se aproximem de mim sintam a Tua presença. Reveste-me de Tua beleza, Senhor, e que, no decurso deste dia, eu Te revele a todos.

Amém.

 

 

Per Ipsum, et cum Ipso, et in Ipso!!

Marco Aurélio

Fica comigo Senhor!

Com tua mão, ó meu Senhor Segura a minha… 
Pois não me atrevo a um passo só 
Sem teu amparo, sem teu apoio

Eu não darei, eu só iria fraquejar Eu andaria a vacilar 
Sem tua mão a me sustentar
Mas se tua mão me segurar 
Eu correrei até….voar…. 
Subirei apoiada em ti

 

 

Eu te louvo Jesus, pois Tu sabes o quanto sou fraco,

Tu sabes Senhor todas as misérias que carrego em meu peito!!!

Somente Tu Senhor sabes o quanto eu preciso de Ti ao meu lado,

Me sustentando em cada passo, em cada sentimento, em cada escolha e decisão!

Por isso Senhor, por Te amar e confiar inteiramente em Ti,

Venho nesse momento me entregar totalmente a Vós,

Segura-me Senhor com tua mão e não me deixe vacilar,

Perante as tentações deste mundo… Não me deixe vacilar Senhor.

Perante as minhas fraquezas… Não me deixe vacilar Senhor.

Perante as armadilhas que o inimigo coloca em meu caminho… Não me deixe vacilar Senhor.

Jesus, meu Mestre… Fica comigo Senhor!

Amém.

 

Per Ipsum, et cum Ipso, et in Ipso!!

Marco Aurélio

Na minha viagem o meu combustível é Jesus!!! E o seu?

Parei para meditar sobre minha vida e percebi que ela é na verdade uma grande viagem que me leva por uma enorme estrada.

Em toda viagem você precisa de um meio de transporte, que pode ser um carro ou até mesmo suas próprias pernas. Você precisa de uma origem e de um destino para saber onde esta viagem vai parar. E sobretudo você precisa de combustível para seguir em frente!!!

Pois é, minha vida é uma grande viagem que me leva por essa estrada tão grande que não consigo imaginar o fim, a estrada da vida, do crescimento, da santidade. Esta estrada que a cada passo certo que dou cresço como homem, como marido, como pai, como cristão, como santo. Mas que também a cada passo errado preciso voltar e dar novamente os passos corretos que perdi.

E assim vou caminhando nessa minha viagem feita pelas minhas próprias escolhas sem conseguir imaginar o fim, este conhecimento cabe somente ao meu Pai que me conhece como ninguém e sabe até onde posso chegar. Mas o que sei, e que me foi dito por Jesus, é de onde comecei, minha origem, e para onde quero ir, meu destino.

Da minha origem de Adão, de pecador, de homem mau, parto, passo por passo, em direção ao meu destino, em direção a Jesus, a minha santidade, ao meu lugar no céu preparado por Deus, para que eu possa estar ao lado Dele.

Mas então me pergunto o que me leva a dar os passos certos e os passos errados? E então, sem muito esforço, percebo que o me conduz é o combustível que uso nessa viagem.

Pois existem muitos combustíveis por aí que parecem ser ótimos, que prometem te levar muito longe de forma muito fácil, mas depois que você se abastece com ele, percebe que anda muito pouco, quase não sai do lugar, e, quando ainda consegue caminhar, acaba sendo levado para a direção errada e dando os passos errados. Desses tipos de combustíveis o mundo está cheio e me são oferecidos o tempo todo!!!

Mas quando me abasteço do verdadeiro Bom Combustível… Ah meu amigo, os passos certos veem com facilidade e vou conquistando milhas e milhas nesta minha viagem. Quando encho o meu coração de Jesus, a estrada fica mais leve, os buracos que encontro ficam menores, as distâncias parecem se encurtarem. Faça chuva ou faça sol, seja estrada de terra ou asfalto, meus passos sempre ficam mais fortes e seguros, pois sei que não estou mais sozinho, Jesus vem ao meu lado em cada metro de chão percorrido!!!

Percebi que quando me afasto de Jesus os buracos e obstáculos que encontro, por menores que sejam, sempre me impedem de prosseguir… Quando me afasto de Jesus os meu fardo fica insuportável de carregar, meus passos patinam e não consigo sair do lugar.

Por isso digo com toda certeza que o meu combustível nessa minha viagem da vida é Jesus, sem Ele não conseguirei chegar aos braços do meu Pai!!! Sem Jesus comigo nessa minha estrada, eu sempre me perco e acabo voltando para o mesmo lugar!

Por isso preciso estar sempre repleto de Jesus em mim, nos meus pensamentos, nas minhas vontades, nas minhas decisões, nas minhas esperanças… Preciso estar sempre me abastecendo de Jesus através da Palavra de Deus, de Nossa Senhora, do meu Anjo da Guarda, da minha família, dos meus amigos, e principalmente do próprio Jesus na Santa Eucarístia!!!!

Assim, eu lhe peço meu Senhor que venha encher meu coração com a sua vontade, com a sua força, com a sua perseverança, pois sozinho não consigo caminhar… Preciso de Ti meu Senhor em cada passo, em cada esforço, para que eu não fala esforço em vão.

Jesus, peço-lhe que venha me guiar nessa estrada da vida, guiar as minhas escolhas e decisões, para que eu não pereça no primeiro buraco que encontrar, para que eu não me deixe seduzir pelas ofertas de combustíveis envenenados que chegam tantas vezes ais meus ouvidos!!!!

Senhor, eu preciso de Ti!!! Vem me conduzir!

Amém.

Meu amigo e minha amiga, tenho certeza que vocês também têm as suas viagens, as suas estradas a percorrerem. Mas eu lhes pergunto, qual o combustível que têm utilizado?

Não sei qual o combustível que têm usado, mas uma coisa eu tenho certeza, vocês também devem se abastecer de Jesus para conseguirem chegar ao destino que Deus tem para cada um de vocês, e se todos nós mantivermos nossa fé e esperança em Jesus, no final de nossas estradas estaremos todos juntos na casa do Nosso Pai!!!

Eu vou me esforçar sempre para estar sempre repleto de Jesus… E você?

Postei este vídeo pois a música foi composta por um jovem que, na sua estrada se abastece de Jesus e vence uma dependência química!!! Uma prova que não interessa o quão longe possamos estar na nossa caminhada, basta largarmos tudo de ruim para trás, ns abastecer de Jesus e seguir em frente!!!

Per Ipsum, et cum Ipso, et in Ipso!!

Marco Aurélio

O meu Ano da Fé: Vencendo meus desertos

Como é bom conhecer Jesus… Quanto mais o conhecemos mais nos entregamos a Ele e também mais nos conhecemos! É como se quanto mais vamos adentrando nos ensinamentos de Jesus mais vamos conhecendo o mais fundo do nosso coração…

Quantas vezes eu já não pensei em desistir diante ao inúmeros problemas e dificuldades que aparecem na minha vida e da minha família. Costumava brincar com minha esposa que a cada “leão” que deixávamos para trás, outros três novos surgiam!!!!

Mas estudando os versículos 12 e 13 do capítulo 1 do Evangelho de Marcos vejo como Jesus me ensina a não desanimar diante as dificuldades e tentações do mundo… Ele mesmo, depois de ser batizado e, guiado pelo Espírito Santo, assumiu a sua condição de homem e passou 40 dias no deserto e ainda no final sendo tentado por satanás.

O parágrafo 540 do Catecismo da Igreja nos diz: A tentação de Jesus manifesta a maneira que o Filho de Deus tem de ser Messias – o oposto da que lhe propõe Satanás e que os homens desejam atribuir-Lhe. É por isso que Cristo venceu o tentador por nós: “Pois não temos um sumo sacerdote incapaz de compadecer-se de nossas fraquezas, pois Ele mesmo foi provado em tudo como nós, com exceção do pecado” (Hb 4,15).

E é aí meus irmãos, que me deixa mais apaixonado por Jesus, é que Ele venceu esse desafio somente com sua condição humana… ” Jesus assume sua missão de nos salvar, e como homem, me mostra que, também guiado pelo Espírito Santo, também posso vencer meus “desertos”, minhas tentações, minhas lutas e batalhas!!!

Como podemos desistir diante das nossas dificuldades se nosso Salvador não desistiu da sua missão para me salvar? E o que são as minhas dificuldades diante do deserto que Jesus enfrentou???

Quantos de nós hoje não estão passando pelo “deserto” e nele sendo tentados diariamente… Desertos da depressão, das drogas, da bebida, da preguiça, do comodismo, de uma doença, do desemprego, de problemas no casamento, da solidão, e tantos outros desertos que vivemos… Mas uma coisa tenho certeza, nós podemos vencer cada um deles, pois Jesus viveu e venceu um deserto muito maior, Ele conhece nossas fraquezas e veem em nossa direção… Jesus caminha ao nosso lado em cada passo que damos para sair desse deserto.

Meus irmãos, temos que acreditar que, se estivermos junto de Jesus, seguindo seus passos e nos entregando totalmente a Ele, somos capazes de passarmos por tantos desertos que o mundo colocar diate de nós… Não podemos desistir e nem desanimar, pois tudo passa menos o amor de Deus por nós.

A cada deserto que vencemos vamos crescendo no amor de Deus e vamos nos tornando cada vez mais santos e firmes na Fé em Jesus Cristo!!!

Quando se é cristão não se para de lutar!!!!

Acredite, com Deus você é capaz!!!! Jesus viveu o que você vive e está do seu lado nesse exato momento!!!! Ele te ama!!!

 

Per Ipsum, et cum Ipso, et in Ipso!!

Marco Aurélio

 

 

O Segredo de Francisco: Paráfrase à Oração do Senhor (Pai Nosso)

1 Ó Santíssimo Pai Nosso: Criador, Redentor, Salvador e Consolador;

2 que estais no céu: nos anjos e nos santos. Vós os iluminais para o conhecimento, porque Vós, Senhor, sois a Luz. Vós os inflamais para o amor, porque Vós, Senhor, sois o amor. Vós habitais neles repletando-os para a vida beatífica, porque Vós, Senhor, sois o Sumo Bem, o Bem eterno, do qual procede todo bem e sem o qual nada pode ser bom;

3 santificado seja o Vosso Nome: reluza em nós o conhecimento de Vós, para podermos reconhecer a largura de vossos benefícios, o comprimento de vossas promessas, a altura da vossa majestade e a profundidade dos juízos (Ef 3,18);

4 venha a nós o Vosso Reino: para que reineis em nós por vossa graça e nos deixe entrar no vosso reino, onde veremos a vós mesmo sem véu, teremos o amor perfeito a Vós, a beatífica comunhão convosco, a fruição de Vossa Essência;

5 seja feita a Vossa vontade assim na terra como no céu: a fim de que Vos amemos de todo o coração, pensando sempre em vós; de toda a alma, aspirando sempre a Vós; de todo o nosso entendimento, ordenando todos os nossos desejos a Vós e buscando em tudo a honra vossa; de todas as nossas forças, empenhando todas as virtudes e sentidos do corpo e da alma da obediência a vosso amor e em nada mais. E para amarmos o nosso próximo como a nós mesmos, atraindo, na medida de nossas forças, para o vosso amor todos os homens, alegrando-os pelo bem dos outros e pelo nosso próprio bem, compadecendo-nos deles em suas tribulações e jamais ofendendo a ninguém;

6 O pão nosso de cada dia nos dai hoje: vosso dileto Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, nos dai hoje, a fim de lembrar e reconhecer o amor que teve por nós bem como tudo o que por nós tem falado, operado e sofrido;

7 perdoai-nos as nossas ofensas: por vossa inefável misericórdia e o inaudito sofrimento de vosso dileto Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, e pela poderosa intercessão da beatíssima Virgem Maria, bem como pelos méritos e súplicos de todos os vossos eleitos;

8 assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido: e o que nós não perdoamos totalmente, fazei Vós, ó Senhor, que o perdoemos plenamente, a fim de que possamos amar sinceramente os nossos inimigos e por eles intercedermos junto de Vós, não retribuamos a ninguém  o mal pelo mal (Rm 12,17) e nos esforcemos por ser úteis a todos em Vós;

9 e não nos deixeis cair em tentação: oculta ou manifesta, impetuosa ou inesperada;

10 mas livrai-nos do mal: passado, presente e futuro;

Amém.

 

Escrito de São Francisco de Assis

Trecho do livro “São Francisco de Assis – O Santo da Humildade” – Coleção Mensagens Espirituais