O meu Ano da Fé: Deus Pai nos apresenta seu Filho Jesus

É impossível não se emocionar com o batismo de Jesus, onde o próprio Pai nos apresenta seu Amado Filho.

João Batista, o profeta que anunciou e nos apresentou Jesus, tinha com missão preparar o caminho do Senhor, já profetizado no antigo testamento, conforme  São Marcos citou no seu evangelho: “Uma voz clama no deserto: preparai o caminho para o Senhor! Endireitai para Ele os caminhos” (Is 40,3).

Segundo o CIC 535, João proclamava “um batismo de arrependimento para a remissão dos pecados” (Lc 3,3). Uma multidão de pecadores, de publicanos e soldados, fariseus e saduceus e prostitutas vem fazer-se batizar por ele…”.

A figura e a mensagem de João Batista provocaram uma verdadeira reviravolta na atmosfera de Jerusalém naquela época, pois “finalmente estava de novo ali um profeta, cuja própria vida o identificava como tal. Finalmente se anuncia de novo a ação de Deus na história. João batizava com água, mas o “maior”, aquele que batizará com o Espírito Santo e com o fogo, já se encontra à porta“. (Trecho do livro Jesus de Nazaré – Papa Bento XVI)

Essa “popularidade” que João havia conquistado vem de encontro quando São Marcos nos afirma que muita gente vinha para ser batizado por João: “Toda a região da Judéia e todos os moradores de Jerusalém iam ao encontro de João. Confessavam os seus pecados, e João os batizava no rio Jordão“. (Mc 1,5)

A partir daí vemos como uma grande quantidade de pecadores vinham em procura de João Batista para confessarem os seus pecados. Até que então, Marcos narra o acontecimento que dá início a toda a nossa salvação:

Naqueles dias Jesus veio de Nazaré da Galiléia e foi batizado por João no Jordão” (Mc 1,9)

Até então tudo parecia se limitar na região da Judéia, mas então veio Jesus de longe, da Galiléia. Ele veio de outra região geográfica para ser batizado. E é aí que vem o ponto novo, o fato de  que Jesus queria ser batizado, pois veio de longe em busca desse objetivo.

Mas se o batismo de João era para os pecadores, como Jesus poderia querer ser batizado? Tinha ele pecados para querer confessá-los?

Creio que seja uma questão que até mesmo João indagou na época, tanto que ao ver Jesus ele o indagou:

Eu é que devia ser batizado por Ti e Tu vens ter comigo?” (Mt 3,14)

Mas é aí que Jesus nos responde à dúvida de João e nossa também:

Jesus porém respondeu-lhe: Deixa lá por agora, pois convém que se cumpra toda a justiça. João então permitiu-O“. (Mt 3,15)

O Papa Bento XVI, no seu livro ‘Jesus de Nazaré’ nos explica esta resposta de Jesus:

… Decisivo para a interpretação da resposta de Jesus é o sentido da palavra “justiça”: toda a “justiça” deve ser cumprida. Justiça é neste mundo, no qual Jesus está, a resposta do homem À Tora, aceitar toda a vontade de Deus, levar o “jugo do Reino de Deus”, tal como fora formulado. O batismo de João Batista não foi previsto pela Tora, mas Jesus reconhece-o com esta palavra – “justiça” – como expressão para o ilimitado sim à vontade de Deus, como acolhimento obediente do seu jugo.

O que é que Jesus fez então? São Lucas, que em todo seu evangelho dirige um olhar atento à oração de Jesus, que o representa sempre como o orante – em conversa com o Pai -, diz-no que Jesus recebeu o batismo enquanto orava (Lc 3,21). A partir da cruz e da ressurreição tornou-se claro para a cristandade o que estava acontecendo: Jesus tomou sobre os seus ombros o peso da culpa de toda a humanidade; Levou-o pelo Jordão abaixo. Ele inaugura seu ministério inserindo-se no lugar dos pecadores.”  (Trecho do livro Jesus de Nazaré – Papa Bento XVI)

Como não nos deixarmos contagiar com Jesus. Já no seu batismo tomou para si os nossos pecados e disse o seu “SIM” para os planos de Deus. Já no seu batismo Jesus tomou para si a missão de nos redimir de nossos pecados, a missão de carregar e morrer por nós na cruz. O que nós podemos fazer senão agradecer a Jesus por cada gota de sangue que ele derramou por nós?

Continuando então com o evangelho de Marcos, narrando o batismo de Jesus, foi aí então que Deus Pai nos apresenta se próprio Filho:

Logo que Jesus saiu da água, viu o céu se rasgando, e o Espírito, como pomba, desceu sobre ele. E do céu veio uma voz: Tu és o meu Filho amado; em ti encontro o meu agrado.” (Mc 1, 10-11)

Nesta linda cena, nosso próprio Pai nos apresenta Jesus como o seu Filho muito amado, por quem tem muito agrado, e que O enviou para nos salvar, para nos da uma nova chance, uma nova história onde o céu se abre e nos permite novamente estar em contato com a graça de Deus. E o Espírito Santo paráclito, que está com Jesus desde a sua concepção no ventre de Maria, desce sobre Ele.

O céu se rasga…” Como é forte essa expressão, se rasgas, como algo que antes estava fechado que como que forçado se rasga e deixa o que antes estava separado se junte novamente – Toda a nossa miséria e a infinita misericórdia de Deus!!!

E é assim que, depois de Marcos e João Batista nos apresentarem Jesus, o nosso próprio Deus Pai nos mostra quem é Jesus, seu Filho amado, que foi enviado com a missão ser Servo para sofrer por nós as dores da cruz.

Como diz o Catecismo da Igreja Católica:

O Batismo de Jesus é, da parte dele, a aceitação e a inauguração de sua missão de Servo sofredor. Deixa-se contar entre os pecadores; é, já, “o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” (Jo 1,29), antecipa já o “Batismo” de sua morte sangrenta. Vem, já, “cumprir toda a justiça” (Mt 3,15), ou seja, submete-se por inteiro à vontade de seu Pai: aceita por amor este batismo de morte para a remissão de nossos pecados. A esta aceitação responde a voz do Pai, que coloca toda a sua complacência em seu Filho. O Espírito que Jesus possui em plenitude desde a sua concepção vem “repousar” sobre Ele. Jesus será a fonte do Espírito para toda a humanidade. No Batismo de Jesus, “abriram-se os Céus” (Mt 3,16) que o pecado de Adão havia fechado; e as águas são santificadas pela descida de Jesus e do Espírito, prelúdio da nova criação.” (CIC 536)

Portanto, sepultemo-nos com Cristo pelo nosso Batismo, para ressuscitar com Ele; desçamos com Ele, para sermos elevados com Ele; subamos novamente com Ele, para sermos glorificados Nele.

Tudo o que aconteceu com Cristo Jesus dá-nos a conhecer que, depois da imersão na água, o Espírito Santo voa sobre nós do alto do Céu e que, adotados pela voz do Pai, nos tornamos filhos de Deus, e filhos muito amados.

 

Per Ipsum, et cum Ipso, et in Ipso!!

Marco Aurélio

Anúncios

O meu Ano da Fé: João Batista nos diz quem é Jesus

Continuando o meu aprofundamento em conhecer Jesus com o Evangelho de Marcos percebi como é lindo o modo como João Batista nos diz quem é Jesus.

João Batista, o ultimo dos profetas veio tinha como sua missão preparar o caminho de Jesus, anunciá-lo, preparar o povo para o início da grande obra de Jesus, a nossa salvação, não somente anunciou Jesus mas também nos apresentou Jesus, vendo também a promessa se cumprindo, pois ele mesmo encontra e batiza Jesus. João é a passagem do antigo testamento para o novo testamento, pois anuncia e apresenta Jesus ao povo.

E como é fascinante perceber o amor que João Batista tinha à sua missão, em como ele o realizou com tanta dedicação e entrega, pois a sua própria vida era um anúncio do Senhor, pois adotou a vida humilde, abraçando a pobreza, vivendo no deserto se alimentando de mel e gafanhotos – “João se vestia com uma pele de camelo, usava um cinto de couro e comia gafanhotos e mel silvestre.” (Mc 1,6) – , nos mostrando que aquele que anuncia o nosso Senhor tem que viver uma vida com coerência ao que anuncia, uma vida condizente com o que nosso Senhor Jesus Cristo veio nos ensinar.

E então, seguindo com o evangelho vemos ele nos diz quem é Jesus:

E pregava: Depois de mim, vai chegar alguém mais forte do que eu. E eu não sou digno sequer de me abaixar para desamarrar as suas sandálias. Eu batizei vocês com água, mas Ele batizará vocês com o Espírito Santo.

Alguém mais forte que João Batista e que nos batizará com o Espírito Santo!!!! Que linda promessa meus irmãos!!! Quando somos batizados pelo Espírito de Deus somos transformados, libertados do pecado, dos vícios.

Jesus é o nosso Salvador, o nosso Messias tão esperado, que veio para provocar uma grande transformação, provocar a nossa libertação e nos unir novamente à graça de Deus.

Todo o anúncio de João Batista é uma linda promessa de Deus para nós, afim de mantermos a nossa esperança focada na salvação nos dada através do grande amor de Jesus por nós.

Portanto, cabe a nós estarmos preparados, purificando-nos e mudando o nosso modo de ver a vida e de vivê-la, sempre com os olhos nos passos de Jesus.

Per Ipsum, et cum Ipso, et in Ipso!!

Marco Aurélio

 

Você está disposto a seguir Jesus?

Nossas vidas, como a de nossos pais e avôs, são levadas e determinadas pelas nossas escolhas e projetos… Nossos sonhos que se tornam realidades através das nossas ações e decisões para que nossas metas se transformem em realidade.

No entanto, sabemos que para que possamos realizar algo em nossa vida é preciso estar disposto para que aquilo se realize… Para obtermos sucesso na nossa profissão precisamos estar dispostos e trabalhar para que este sucesso ocorra, para fazermos uma boa faculdade é preciso disposição de nossa parte. Sem a nossa disposição, sem fazermos a nossa parte, sem irmos em busca daquilo que queremos nada acontecerá e ficaremos num mar de mesmice e rotina sem fim.

Para nós cristãos católicos, não é diferente, para seguirmos Jesus temos que estar dispostos a trilhar este caminho. No evangelho de Lucas, capítulo 1, versículo 16 e 17, está descrito a missão que João Batista terá na sua vida:

… 16 ele converterá muitos filhos de Israel ao Senhor, seu Deus, 17 e irá adiante de Deus com o espírito e poder de Elias para reconduzir os corações dos pais aos filhos e os rebeldes à sabedoria dos justos, para preparar ao Senhor um povo bem disposto.

João Batista tem como missão preparar o caminho de Jesus e preparar para Ele um povo disposto. Disposto para que? O que é estar disposto?

No dicionário “disposto” que dizer preparado, decidido, determinado, pronto, apto, capaz. Assim João Batista tinha como missão tornar o povo preparado, decidido e determinado a receber de Jesus o caminho para a Salvação.

Jesus veio ao mundo para nos ensinar a amar, nos mostrar o caminho da salvação, e continua a nos ensinar e mostrar este caminho todos os dias, mas para que o encontremos e recebamos o seu Amor precisamos nós estar dispostos a tal processo.

Na oração do Pai Nosso, a qual Jesus nos ensinou, pedimos a Deus que “Seja feita a Vossa vontade”, que seja realizada em nossas vidas a vontade do Pai. No entanto estamos realmente dispostos a abrir mão de nossas vontades para que se realize em nós a vontade de Deus? Ou sempre que algo não ocorre como nós queremos já passamos a reclamar e murmurar, nos entregando a uma tristeza sem nexo?

Ainda na oração do Pai Nosso, pedimos a Deus que “Perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido”. Mas estamos realmente dispostos a perdoar de coração as pessoas que nos magoaram, ou ainda nutrimos em nossos corações mágoas e ressentimentos?

Você que está aprisionado no pecado, escravo dos vícios da bebida, cigarro, drogas, prostituição, egoísmo, arrogância, e que pede para que Jesus lhe cure deste vício. Jesus com certeza irá lhe ouvir e lhe dar a sua cura  mas você está decidido e disposto a fazer a sua parte, a lutar com toda a sua força quando a tentação lhe chamar? Está decidido a abdicar dos seus prazeres mundanos e momentâneos para buscar a verdadeira felicidade em Deus?

Nós cristãos estamos sempre querendo estar mais íntimo de Deus, mais perto do homem e da mulher que Deus sonhou para nós, mas para isso temos que ter disposição para tal caminho e nos preparar, nos decidir a seguir este caminho.

Você já se decidiu em abdicar dos seus planos pessoais para que o plano de Deus seja realizado em sua vida?  já se decidiu a rezar o terço diariamente? já se decidiu em se desapegar dos seus bens materiais se viver com amor a caridade? Você já possui a disposição de ler a Palavra de Deus constantemente e assim se alimentar do Amor que Ele tem por você?

Estamos dispostos a seguir e viver os dez mandamentos que Deus nos deu através de Moisés? Estamos dispostos a seguir e viver as bens-aventuranças que Jesus nos ensinou no sermão da montanha? Sabemos pelo menos quais são?

Estamos dispostos a viver e participar dos santos sacramentos da Confissão e Eucarístia que a Santa Igreja Católica nos ensina? Nós que escolhemos o sacramento do Matrimônio estamos dispostos a abdicar de nós mesmos pela felicidade de nossa família?

Portanto meus irmãos e minhas irmãs, sem nos decidirmos a seguir Jesus de coração como Ele nos pede, sem nos colocarmos a disposição Dele para que Ele realize em nós a transformação e ressureição que buscamos, nada acontecerá. Deus quer que nós tenhamos participação no projeto de salvação que Ele tem para nós, Deus quer que nós façamos a nossa parte.

Assim vamos realizar uma análise de consciência para ver se realmente estamos nos colocando à disposição de Jesus, se fazemos parte do povo disposto a receber Jesus no coração. Estamos decididos e dispostos a sermos instrumentos de Deus ou instrumentos do inimigo neste mundo?

Posso lhes garantir com toda a certeza que quando você se decidir de coração a seguir Jesus, quando você se decidir a fazer a sua parte no seu processo de cura e libertação, quando você aceitar o plano de Deus na sua vida, você realmente encontrará a Felicidade e a Paz verdadeira que somente encontramos quando estamos com Deus e em Deus. Assim que você der o primeiro passo, que é a decisão, os demais virão por consequência ao ponto que quando você tentar olhar para trás já estará navegando no imenso oceano de Amor de Deus sem querer mais voltar.

Peça ao Espírito Santo que lhe um coração decidido e resoluto no seu caminho de salvação, que lhe dê sabedoria para identificar o caminho que Jesus quer para você, e também coragem e força para segui-lo.

Tenha certeza que Deus nunca desistirá de você, e que Nossa Senhora e seu anjo da guarda estarão lhe protegendo e intercedendo por você nesta disposição.

Deus os abençoe,

Marco Aurélio