Viver em uma verdadeira “Oração Permanente”

Gostaria de compartilhar com vocês que já há algum tempo durante as minhas orações o Espírito Santo vem despertando em mim um desejo enorme de pedir ao Senhor que venha tomar conta de todo o meu ser. É como eu quisesse rasgar a minha alma para que Jesus possa entrar e tomar conta de tudo.

De lá para cá, aos poucos fui me deixando levar pelo Espírito Santo e clamar a Jesus em minhas orações que Ele tomasse conta de todo o meu ser, que Ele viesse iluminar com a Sua luz o mais escuro da minha alma.

Pedi e ainda peço que o Espírito Santo possa gravar no mais fundo da minha alma o amor incomparável de Jesus, que ele possa tomar conta do meu olhar, das minhas palavras, dos meus pensamentos, das minhas decisões, dos meus desejos, minhas alegrias e vitórias, minhas tristezas e derrotas, meu trabalho, minhas brincadeiras, enfim de tudo que faço e vivo.

Peço a Jesus que me conceda um coração que queria somente fazer a Sua vontade em tudo na minha vida, para que em tudo que eu olhar ou ouvir, para todos que falar, em tudo que pensar e desejar, sejam de acordo com a vontade de Jesus e não a minha.

Desde então, mesmo passando junto com minha esposa por um momento de muita luta e batalha espiritual, venho percebendo como estou mais forte para encarar os obstáculos que encontro pelo caminho.

Percebo que hoje, durante todo o meu dia, no meu trabalho ou na minha família, Jesus está mais presente na minha vida. Não porque antes Ele não estava, eu sei que Ele sempre esteve, é que agora eu permito que a Sua Luz ilumine a minha vida, eu deixo que a Sua vontade prevaleça sobre a minha.

Percebi que a minha vida passou a ser uma verdadeira oração, onde em tudo que faço sempre penso em como Jesus faria e peço a Ele que me guie para que eu, como um discípulo possa seguir os Seus passos.

Foi então que lendo o livro “Jesus de Nazaré” do Papa Bento XVI que fui entender melhor o que é esse desejo de ter Jesus no mais fundo do meu ser. Através das palavras do nosso querido Papa pude entender melhor o desejo de que minha vida seja uma verdadeira oração.

Assim, gostaria de compartilhar com vocês um trecho destas sábias palavras:

Oração Permante

“… o mais importante é que a relação com Deus esteja presente no mais íntimo do nosso ser. Para que isso aconteça, é preciso que esta relação seja sempre desperta e que sejam sempre a elas referidas as cosas de cada dia. Havemos de rezar tanto melhor quanto mais a orientação para Deus estiver no mais íntimo de nossa alma. Quanto mais ela for a razão que leva em si toda a nossa existência, tanto mais havemos de ser homens da paz. Tanto mais poderemos suportar a dor, tanto mais poderemos compreender os outros e estar abertos para eles. Esta orientação que impregna toda a nossa consciência, a presença silenciosa de Deus na base do nosso pensamento, da nossa reflexão e do nosso ser, é tudo isso que chamamos de “oração permanente”. Ela é, em última instância, isso que entendemos por amor de Deus, que é ao mesmo tempo a condição mais íntima e a força motriz do amor para com o próximo.

Esta autêntica oração, a presença interior e silenciosa de Deus, precisa de alimento, e é para isso que serve a oração concreta, com palavras ou representações ou pensamentos. Quanto mais Deus estiver em nós, tanto mais poderemos nós estar realmente com Ele nas várias formas de oração. Mas vale igualmente o inverso: que a oração ativa realiza e aprofunda o nosso estar com Deus. Esta oração pode, e deve, subir antes de tudo ao que diz o nosso coração, às nossas necessidades, esperanças, alegrias e sofrimentos, à vergonha pelos pecados bem como ao agradecimento pelo bem, e assim ser um oração totalmente pessoal,”

Joseph Ratzinger – Papa Bento XVI

 

Que Deus nos abençoe e possa iluminar o mais fundo do nosso ser!!

Marrco